Grazia Toderi Serralves

JPN – Serralves: As cidades de Grazia Toderi em exposição até Outubro

Serralves: As cidades de Grazia Toderi em exposição até Outubro

Por Aline Flor – jpn@icicom.up.pt
Publicado: 23.07.2010 | 11:31 (GMT)
Marcadores: Arte , Cultura , Serralves

Grazia Toderi Serralves

Exposição abre as portas este sábado, no Museu de Serralves. É a primeira apresentação individual da artista na instituição.

Continuar a ler

JPN – UP: Teatro Universitário do Porto vence Prémio FATAL 2010

UP: Teatro Universitário do Porto vence Prémio FATAL 2010

Por Aline Rebeca Flor – jpn@icicom.up.pt
Publicado: 04.06.2010 | 11:31 (GMT)
Marcadores: Cultura , Teatro , TUP , UP

O Teatro Universitário do Porto (TUP) venceu, sexta-feira, o Prémio FATAL 10′, principal galardão de um dos mais importantes festivais de teatro universitário do país.

A 11.ª edição do Festival Anual de Teatro Académico de Lisboa (FATAL), que ocorreu de 6 a 28 de Maio, distinguiu a peça “ALAN” do Teatro Universitário do Porto (TUP) com o Prémio FATAL 2010, no valor de 1500 euros.

Texto integral

JPN – Festival ENORME termina com promessas de crescimento em 2010

Festival ENORME termina com promessas de crescimento em 2010

Por Aline Flor – jpn@icicom.up.pt
Publicado: 16.10.2009 | 18:57 (GMT)
Marcadores: Cultura , Festivais , Música , Porto

Festival de música alternativa não contou com grande adesão do público. Edição de 2010 já está confirmada.

O Festival ENORME, dedicado à música alternativa, terminou, esta quinta-feira, após três noites de espectáculo nos jardins do Palácio de Cristal. Apesar da fraca adesão, a organização já avançou que em 2010 haverá uma nova edição do evento.

Texto integral

JPN – “Se esta rua fosse minha…” traz burros, noivas e cabaret para a rua

“Se esta rua fosse minha…” traz burros, noivas e cabaret para a rua

Por Aline Flor – jpn@icicom.up.pt
Publicado: 02.10.2009 | 12:12 (GMT)
Marcadores: Arte , Baixa do Porto , Bares do Porto , Cultura , Música , Porto , Teatro

Festival de rua regressa este sábado. Entre casamentos apressados, passeios de burro, música e malabarismo, a ideia é moldar a Rua Cândido dos Reis à imagem de cada um.

Passear num burro de Miranda do Douro em plena Baixa do Porto ou assistir ao enlace das “Noivas dos Clérigos” à moda de Las Vegas. Quase tudo vai ser possível na Rua Cândido dos Reis.

A terceira edição do festival “Se esta rua fosse minha…” é já este sábado e, mais uma vez, planeia moldar esta artéria portuense à imagem de cada um de nós (um mote expresso, aliás, no vídeo promocional).

Texto integral

JPN – Dia Mundial da Música: Instrumentos à solta no metro, nos autocarros e até nos bombeiros

Dia Mundial da Música: Instrumentos à solta no metro, nos autocarros e até nos bombeiros

Por Aline Flor – jpn@icicom.up.pt
Publicado: 30.09.2009 | 14:19 (GMT)
Marcadores: Metro do Porto , Música , Porto , STCP

Esta quinta-feira, viajar de metro ou de autocarro pode ser uma experiência bem diferente. No Dia Mundial da Música, dezenas de artistas vão comemorar a efeméride em vários pontos do Grande Porto.

Música no metro, no autocarro ou até no quartel dos bombeiros. São várias as actividades programadas para o Dia Mundial da Música, que se comemora esta quinta-feira.

Tal como no ano passado, a Casa da Música (CdM) volta a associar-se às actividades. Sob a direcção artística do saxofonista Henk van Twillert, vários agrupamentos participam no festejo, nomeadamente os Vento do Norte/Vento Novo, os Big Sax Ensemble e os BeatBox Ensemble. Também a Orquestra de Guitarras e Baixos Eléctricos da CdM e o grupo coimbrão Quinta Punkada juntam-se à comemoração.

Texto integral

JUP – Artistas reúnem-se em regime de meia-pensão [valter hugo mãe]

Artistas reúnem-se em regime de meia-pensão

(…)

valter hugo mãe

valter hugo mãe destacava-se na sala. Com a maçã do seu computador a brilhar no ar, o ar intelectual e um papel a apontar “fala comigo”, sorria e falava com quem se aproximasse com interesse. É assim que o descrevem aqueles que visitaram o Maus Hábitos durante o primeiro dia de residência artística.

O convite surgiu através do contacto dos organizadores, e a resposta não poderia ser outra. valter escolheu o espaço que já conhecia e onde se sente bem: “se tinha que experimentar escrever fora de casa achei que devia estar num espaço confortável”. No entanto, assume que não é o sítio ideal para “escrever o que eventualmente escrevia em casa”. Resolveu, portanto, registar “pequenas conversas com clientes, as pessoas que quiseram, vieram falar” com ele, recriando as narrativas, escrevendo-as “com pensamentos pelo meio”, portanto, acrescentando um ponto a cada conto que lhe contavam os seus recém-conhecidos. “O meu projecto, a minha experiência foi especificamente relacionada com os clientes dos Maus Hábitos”. Depois, foi deixar-se levar pelo ambiente e recriar, em textos breves, memórias que farão muitos lembrar-se e ver com outros olhos a conversa que tiveram, um dia, com aquele homem de ar intelectual que dizia: “fala comigo”. Aline Flor

Publicado aqui

JPN – Festival Júnior de Espinho quer levar as crianças ao “planeta da música”

Festival Júnior de Espinho quer levar as crianças ao “planeta da música”

Por Aline Flor – lcc08061@letras.up.pt
Publicado: 04.06.2009 | 21:29 (GMT)
Marcadores: Cultura , Espinho , Festivais , Música

Festival Júnior de Espinho arranca esta sexta-feira, com concertos e actividades musicais para crianças na Academia de Música e no Centro Multimeios de Espinho.

Concertos para as crianças, experiências musicais e momentos de diversão para miúdos e graúdos. Este ano, o Festival Júnior de Espinho é, nas palavras de João Santos, um dos programadores do evento, uma “nave” que promete levar o público ao “planeta da música, através do espaço fantástico dos sons”.

Texto integral

JUP – Pedro Abrunhosa foi o rei da noite e Rita a princesa

Pedro Abrunhosa foi o rei da noite e Rita a princesa

À primeira vista, a quinta noite no Queimódromo não parecia muito promissora: inicialmente o recinto estava vazio, com muitas barraquinhas fechadas e com poucas pessoas à entrada. Mas, de um momento para o outro, tudo começou a ganhar vida. A área em frente ao palco encheu, quase de repente, compondo-se finalmente para receber o primeiro concerto da noite a cargo de Rita Red Shoes.

Texto integral